Cartas [que escrevi] para ti. #1

Até hoje sempre associei as despedidas ao sentimento de tristeza, de perda.

Até hoje sempre odiei despedidas.

Até hoje…

Porque até hoje Nunca me tinha despedido de ti!

Não estou a falar do ‘ate já’ ou do ansiado ‘até amanha’, muito menos falo do ‘ate para a semana’ ou do ‘até breve’. Falo do ‘adeus’!!!

O ‘adeus’ à presença abrindo porta ao ‘olá’ da ausência.

Porque até hoje a despedida era vazia de esperança, mas hoje, ao beijar os teus lábios o meu peito ficou cheio de esperança. Ao ver-te afastares-te em direcção à porta de embarque a despedida esteve repleta de futuro, de alegria, de anseio, de oportunidades!

Um futuro a dois,

Alegria em pertencer-te,

E oportunidade de SERMOS felizes!

Hoje a despedida teve um sorriso aberto espelhado, no teu rosto, e revigorado nos meus lábios.

Teve amor puro crescente no meu peito e alimentado pelo teu coração. Teve-nos em pleno!

A mim, a ti, a NÓS – entrelaçados no fio da vida – no meio de uma multidão esquecida pelas retinas apaixonadas dos nossos olhos.

Hoje a despedida foi um olá, o olá ao que sempre desejei…

Olá amor,

Vamos viver?!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

w

Connecting to %s